Descobrindo Montevideo – Uruguay

Meus caros amigos:

Nesse post quero aproveitar para dar algumas dicas para quem vai para Montevideo, Uruguay.

No final de junho de 2011, eu e meu marido, Fabricio, fomos ao Uruguay. Não sabíamos o que íamos encontrar, pois Montevideo não é um dos lugares mais badalados aqui na América do Sul. Entretanto, ficamos curiosos pois uma amiga uruguaia falou muito bem da cidade. Decidimos pagar pra ver e acabamos nos encantando por Montevideo.

Andar na cidade é bem fácil. Muitos pontos turísticos podem ser visitados a pé ou mesmo podemos pegar os ônibus que circulam na cidade Mapa de Montevideoe que, diferente do Brasil, não andam cheios. As pessoas, embora não muito simpáticas, são bem prestativas para indicar o lugar que queremos ir ou o ônibus que devemos pegar. Também existem, em algumas esquinas de certos bairros, mapas que nos ajudam a nos localizar e, para quem chegar na cidade pelo aeroporto, existe um setor de informações turísticas que disponibiliza um mapa muito útil para andar na cidade.

Um aspecto importante que todos devem tomar muuuuuuuuito cuidado ao andar pela cidade, é a enorme quantidade de cocôs de cachorro. Vimos algumas pessoas andando com até oito animais pelas calçadas. Convenhamos, com tanto cachorro assim, eles não param para limpar a sujeira, né.

Um aspecto que todos se preocupam quando viajam para fora do país é com a alimentação. Porém, no Uruguai essa não precisa ser uma preocupação. Algumas das comidas típicas deles são: a parrillada que é um churrasco podendo conter carnes exóticas e que se pode comer no mercado do porto; os chivitos ( lanche muito parecido ao nosso x-tudo); as

Chivitos

Chivitos

media-lunas (croissants), que podem vir nas versões doce e salgada; e para as formiguinhas de plantão, aproveitem os maravilhosos alfajores artesanais e os doces de leite.

Quanto dinheiro deve-se levar para Montevideo? Bom, a maioria dos pontos turísticos da cidade não são pagos, porém o custo de vida é um pouco mais caro que no Brasil e a comida não é tão barata. Para quem quer economizar, aproveite para comprar água e lanchinhos no mercado. Na maioria dos estabelecimentos, aceitam dólar também e não só o peso uruguaio. Trocar dinheiro em Montevideo também não é problema pois existem várias casas de câmbio espalhadas pela cidade, o que facilita conseguir um bom preço. Sobre a troca de dinheiro, vale uma dica: não troque o dinheiro no aeroporto a não ser se planeja ir até a cidade de ônibus. Pesquise uma casa de câmbio que pague um pouco mais pelos nosso reais. Como referência, no aeroporto pagavam 9,20 pesos por real; já naa Ciudad Vieja encontramos casas de câmbio que pagavam 10,80.

Outra dica: ao comprar o pacote de viagens, é bom incluir o translado, já que os taxis na rodoviária cobram 80 dólares!!! pela viagem até o centro da cidade. Um alternativa é ir de ônibus, nesse caso você vai pagar apenas 1 dólar ou 18 pesos.

Lugares que gostamos de ir: Praça Independência, Ciudad Vieja, Teatro Solís, Estádio Centenário, Mercado del Puerto, Puerta de la Ciudadela (o que sobrou do portão que servia

Praça Independência

Praça Independência. Pertinho daqui fica o Teatro Solís e a Porta de la Ciudadela.

de entrada da cidade), Shopping Punta Carretas, Parque Rodó, Planetário e as Ramblas (orlas).

Depois de passar uma semana em Montevideo chegou a hora de ir embora. Não conseguimos conhecer tudo que a cidade tem a oferecer. Mas pretendemos voltar em breve. E quando voltarmos, contamos tudo pra vocês.

Obrigada por nos acompanhar e até o próximo post.

Esta entrada foi publicada em Sem categoria. Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>